CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

DESIGNAÇÃO DO PROJETO: Qualificação de pessoas com deficiência e/ou incapacidades.

DATA DE INÍCIO: 04/01/2016

DATA DE CONCLUSÃO: 05/12/2018

Quadro de Mérito

Venha Visitar-nos

     A Associação de Pais e Amigos das Crianças Inadaptadas – APACI- foi criada em 1978, com a finalidade de responder às necessidades das pessoas com deficiência intelectual do Concelho de Barcelos. À medida que os anos foram passando, as necessidades foram também melhor conhecidas e avaliadas, acabando por, em 1991, abrir um Centro de Formação Profissional, para proporcionar formação a jovens com deficiência e/ou incapacidades, de forma a potenciar ao máximo as suas oportunidades de integração sócio profissional. 

 

         Especificamente, este centro tem os seguintes objetivos:

  • Proporcionar e assegurar um apoio bio-psico-social (médico, psicológico social e educativo) de acordo com as necessidades individuais;

  • Fomentar, catalisando, não só a valorização pessoal e social como também a profissional, nos diversos contextos (escola, família, casa, comunidade), de acordo com os seus interesses; procurar concretizar os objetivos gerais estabelecidos, tendo sempre em consideração a proteção do superior interesse da pessoa humana, enquanto cidadão do mundo, baseada nos princípios de igualdade e dignidade.

 

    O trabalho desenvolvido pelo Centro de Formação Profissional pretende responder às necessidades e expectativas dos clientes e suas famílias, partindo da análise estratégica da instituição, nomeadamente da missão, visão, valores, politicas e análise da envolvente interna e externa (SWOT).

 

     A qualidade de vida dos jovens é desenvolvida e implementada através de um modelo que visa a sua integração no mercado de trabalho, o seu bem- estar físico, emocional e material e o seu desenvolvimento pessoal.

 

    Para além dos aspetos organizativos, da melhoria contínua dos recursos humanos e materiais, procura-se cada vez mais um trabalho em parceria com as entidades ligadas ao emprego, às empresas e à comunidade em geral no sentido da formação integral da pessoa que queremos seja trabalhadora e bem integrada na sociedade

 

     A concretização da missão requer a mobilização de todos os colaboradores, clientes e familiares com intervenção direta ou indireta nas políticas da instituição propostas. Assim, procuramos valorizar os avanços concretizados no passado recente relativamente à eficiência e eficácia dos serviços prestados e minimizar a severidade da conjuntura económica, com vista a atenuar a exclusão dos mais desfavorecidos perante o mercado de trabalho.

 

     Áreas de educação e formação atualmente certificadas pela DGERT, ministradas no centro de formação profissional:

    341 - Comércio

    621–Produção agrícola e animal

    622–Floricultura e jardinagem

    811-Hotelaria e restauração

 

  A formação profissional organiza-se mediante o seguinte percurso:

  •  Percurso com base em referenciais adaptados integrados no CNQ – 3600h

 Os cursos de Operador de armazenagem, operador agrícola, operador de jardinagem, empregado de mesa e empregado de andares estão estruturados em percursos com base em referenciais adaptados integrados no CNQ, com 3 600 horas de formação.

 A organização destes cursos privilegia a dupla certificação - escolar e profissional - no sentido de dotar estes públicos com a escolaridade obrigatória e com as competências para o desempenho de uma profissão ou ocupação de um posto de trabalho.

 

Atualmente os cursos integram-se na medida 3.01- Qualificação de Pessoas com Deficiência e Incapacidade do 

POISE (Programa Operacional Inclusão Social e Emprego)

 

   Funcionamento interno

      O CFP funciona entre as 8:30 e as 17:30 horas.

      As atividades de formação têm lugar entre as 9:00 horas e as 17:00 horas com intervalo para almoço entre as 12:30 horas e as      13:30 horas

  • Idade igual ou superior a 18 anos à data de admissão (a titulo excecional, maiores de 16 anos desde que os estabelecimentos de ensino nos quais se encontram inscritos comprovem a incapacidade para a frequência do mesmo)

 

  • Residir nos concelhos de Barcelos ou Esposende

 

  • Apresentar uma Perturbação do Desenvolvimento Intelectual / Incapacidade / Perturbação da Aprendizagem Especifica

 

  • Estar em situação de procura de emprego

 

  • Não ser portador de doenças infectocontagiosas

 

  • Possuir um nível de Independência e Autonomia Pessoal correspondente à sua idade/ao seu grupo de pares

 

  • Possuir capacidade para adquirir novos conhecimentos e competências

 

  • Admissão prioritária por ordem de chegada/Data de Inscrição

 
 

Os jovens que frequentam os cursos do Centro de Formação Profissional têm direito:

 

  • Bolsa de profissionalização;

  • Subsídio de transporte;

  • Subsídio de alimentação;

  • Seguro de acidentes pessoais.

   O sistema de admissão dos jovens no Centro de Formação Profissional obedece a algumas etapas correspondendo numa primeira fase a uma pré-inscrição num curso.

   

   Caso mantenha interesse na frequência do curso, quando abrir vaga o candidato é chamado depois de ter procedido a uma triagem dos candidatos que preencham os critérios de admissão para a frequência do Centro de Formação Profissional.

 

   Nesta fase, é realizada uma entrevista de admissão/selecção com o candidato para se proceder a uma avaliação psicológica, com a finalidade de encontrar uma resposta adequada às suas necessidades.

 

 

APACI

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DAS CRIANÇAS INADAPTADAS - APACI

 

Contacto:

Sede da Associação

Rua Pedro Álvares Cabral N.º118 - 1.º C - Arcozelo  

4750 - 197 Barcelos

Tel: 253 817 859 Fax: 253 822 567

E-mail: apaci@sapo.pt 

  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Google+ - White Circle
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now